Quando usar Crase?

Após sabermos o que é Crase, chegou o momento de aprofundarmos o assunto. É comum entre estudantes e futuros vestibulandos não saber ao certo quando usar crase. De fato, há razões consistentes para que esta interrogação permeie a cabeça destes estudantes, haja vista que são inúmeras regras a serem observadas a fim de que o correto uso da crase seja empregado.

A crase acontece quando precisamos unir duas vogais da mesma natureza. Ela é simbolizada por um traço invertido em cima da vogal (acento grave): à

Haverá crase sempre que:

– O termo antecedente exija a preposição a; (se você não sabe o que é uma preposição, clique aqui).

– O termo consequente aceite o artigo a;

Para sabermos se uma palavra aceita ou não o artigo, basta saber usar o seguinte artificio:

– Se pudermos empregar a combinação da antes da palavra, é sinal que ela aceita o artigo.

– Se pudermos empregar apenas a preposição de, é sinal de que não aceita.

Exemplos: Vim da Bahia (aceita) =  Vou à Bahia.

Vim de Brasília (não aceita) =  Vou a Brasília.

Vim da Itália (aceita) = Vou à Itália.

Crase

Crase

Vim de Roma (não aceita) = Vou a Roma.

Palavras que a letra “a” pode ser substituída por (ao) devem receber crase. Exemplos: Vi ferramentas expostas à chuva. / Vi ferramentas expostas (ao) vento. / Ninguém é insensível à dor. / Ninguém é insensível (ao) sofrimento.

Palavras que a letra “a” pode ser substituída por (na) devem receber crase. Exemplos: Às primeiras horas da manhã, ele chegou. /  Nas primeiras horas da manhã ele chegou. / À saída do Congresso, a repórter para. /  Na saída do Congresso, a repórter para.

Observação:

– Há (usado para tempo transcorrido, passado). Exemplos: Saiu há alguns minutos./ Aconteceu há dez anos. / Há três anos, havia aqui apenas duas casas;  hoje há um casario.

– A (usado para tempo futuro). Exemplo: Daqui a algumas horas chegarão os turistas.

– “De 18 horas a 22 horas.”

– “Das 18 horas às 22 horas.”

A crase não ocorre:

1) Antes de palavras masculinas. Exemplos: A doença vem a cavalo e volta a pé. / Escreveu uma carta a Paulo a lápis.

2) Antes de verbos. Exemplo: O novo imposto visa a arrecadar fundos para aquele fim.

3) Antes de pronomes de tratamento, pessoais, indefinidos, esta e essa. Exemplo: Nada devo a Vossa Excelência, menos ainda a ele.

Observação:

1) Há três pronomes que aceitam o artigo e, obviamente, a crase: senhora, senhorita e dona. Exemplo: Dirijo-me à senhora.

2) Haverá crase antes dos pronomes que aceitarem o artigo: mesma, própria. Exemplo: Eu me referi à mesma pessoa.

4) Antes de artigo. Exemplos: Como podes obedecer a uma lei tão injusta? / Procederemos a uma rigorosa investigação.

5) “A” singular antes de palavras no plural. Exemplos: Dar aceitação a ideias antipatrióticas é perigoso. / Meu irmão dedica-se a áreas cientificas.

Observação: Quando o mesmo “a” vier acompanhado por “s” haverá crase. Exemplo: Dar aceitação às ideias antipatrióticas é perigoso.

6) Depois de preposição. Exemplo: Portão fechado após as 18 horas.

7) Entre palavras repetidas. Exemplo: O convencimento era feito na base do corpo a corpo. / Passo a passo, chegou frente a frente com o ladrão.

8) Antes de nomes de cidades. Exemplo: Cheguei a Curitiba.

Observação: Se o nome da cidade vier determinado por algum adjunto adnominal, ocorrerá a crase. Exemplo: Cheguei a Curitiba dos pinheirais. (adjunto adnominal).

Quando usar crase, parte III:

Uso facultativo de crase:

– Antes de nomes próprios de pessoas femininas e antes de pronomes possessivos femininos. Exemplos:

Falei à Maria = preposição mais artigo

Falei a Maria = preposição sem artigo

Falei à sua classe = preposição mais artigo

Falei a sua classe = preposição sem artigo

Observe que nomes próprios de pessoa feminina e os pronomes possessivos femininos aceitam ou não o artigo antes de si. Por isso mesmo é que pode ocorrer a crase ou não.

Casos especiais de crase:

1)      Crase antes de casa.

A palavra casa, no sentido de lar, residência própria da pessoa, se não vier determinada por um adjunto adnominal não aceita o artigo, portanto não ocorre crase. Exemplo: Volte a casa cedo = preposição sem artigo. Volte à casa de seus pais = adjunto adnominal.

2)      Crase antes de terra.

A palavra terra, no sentido de chão firme, tomada em oposição a mar ou ar, se não vier determinada, não aceita o artigo e não tem crase. Exemplo: Já chegaram a terra = preposição sem artigo. Já chegaram à terra dos antepassados = preposição mais artigo; adjunto adnominal.

3)      Crase antes dos pronomes relativos:

Antes dos pronomes relativos quem e cujo não ocorre crase. Exemplo: Achei a pessoa a quem procuravas. / Compreendo a situação a cuja gravidade você se referiu.

Antes dos relativos quais ou qual ocorrerá crase se o masculino correspondente for ao qual, aos quais. Exemplo:

Esta é a festa à qual me referi.

Este é o filme ao qual me referi.

Estas são as festas às quais me referi.

Estes são os filmes aos quais me referi.

 

Agora que você já sabe como e quando usar crase, deixe-nos saber se as dicas explanadas neste espaço sanaram todas as suas dúvidas sobre o assunto. Crase é assunto sério, tentamos aqui “mastigar” tudo o que existe sobre o tema para que estas dicas sejam lembradas em momento oportuno na hora da prova. Boa sorte!